a sua violência, a minha violência

1 maio

no próximo sábado, dia 07/05

estaremos com

1° e 2° experimentos do PROJETO A SUA VIOLÊNCIA, A MINHA VIOLÊNCIA

no SESC Nova Iguaçu

integrando a programação de abertura

da 8ª edição do Zona Oculta – entre o público e  o privado

horário: 16h às 18h

endereço: rua dom adriano hipólito, 10, moquetá, nova iguaçu

1° experimento: performance de Leticia Nabuco que trata de questões de gênero, de manipulação e estratégias, de jogos de poder.

2° experimento: série de gravações em vídeo de entrevistas com transeuntes acerca de suas visões dos universos feminino e masculino. Realizadas por Leticia Nabuco e Diego Zanotti.

o projeto investiga a violência em suas mais múltiplas faces: do forte, do fraco, de grupos, física, psicológica, pessoal, das relações.

foi iniciado por mim em 2010 e a partir do início desse ano passou a contar também com Diego Zanotti, se enriquecendo e passando a ser uma articulação entre os Núcleos de  Artes Cênicas e Artes Visuais. com a entrada do olhar da fotografia outras problematizações foram feitas, criando possibilidades outras de criação.

as pesquisas vão se dando a partir de experimentos, fórmulas simples inventadas continuamente, aparelhos geradores de crítica e questionamento.

em março participamos no Projeto Cor de Rosa Choque, no Rio de Janeiro. confira aqui o que rolou…

aguardem novos experimentos e o lançamento do blog do projeto!

Anúncios

2 Respostas to “a sua violência, a minha violência”

  1. raissaralola maio 1, 2011 às 9:41 pm #

    legal saber que o Di tb ta no trabalho. legal o vídeo da performance, tb… mas Let, cadê aquela movimentação que seguia o “chega”? tirou ou num rolou nesse dia?? ela fazia tanto sentido, era tão delicada e singela… era uma oposição legal.
    mas talvez o trabalho esteja tomando outros rumos né….
    bjoss

  2. leticia nabuco maio 3, 2011 às 8:04 pm #

    pois é, no desenvolvimento da coisa ela acabou saindo.
    fiquei com uma cisma de que toda aquela delicadeza estava resolvendo o problema, trazendo conforto demais.
    tenho preferido dar cada vez menos informações e deixar que o público (tô tão implicante com essa palavra…!) complete as lacunas com sua história, com sua criação.
    ficar só no cerne da questão – o que é um grande desafio, achar esse cerne ou antes escolher esse cerne,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: